Parabéns, Agostinho Santarosa! Você foi o campeão do último palpitão do blog do Roger Willians. Marcelo Olandin foi o vice. Os 10 melhores do palpitão devem entrar em contato com o: roger.willians@uol.com.br

Sabe aquele trecho da música que diz que amores vêm e vão... Pois é, não sei se amores vão, pois amor é para sempre, mas ânimo, excitação, essas coisas certamente passam.

Fui persistente! Tentei nos últimos anos me motivar muito para falar de Rio Branco, para agitar a torcida como sempre fiz no rádio e mostrar que o Tigre seria e daria um futuro alegre aos seus filhos, como diz a letra do hino.

Mas confesso que não consigo me empolgar mais como antes, especialmente depois dos últimos acontecimentos. Jamais deixarei de ser riobranquense, pois isso se tornou minha marca. Eu defendo esse clube até em outra vida, se preciso for. Não fui apocalíptico nas fases piores e não mudei de opinião quando o céu ficou limpo sobre o DV.

Há uns dez anos condeno a aproximação política com o futebol. Não sou tolo de achar que não tem lá suas vantagens para ambos os lados, mas quando apenas um sai ganhando aí é o fim.

E quando falo isso, meu comentário é quase sempre interpretado como político, pois todos sabem que milito em Americana. Milito ao lado de pessoas do bem, gente correta e que não merece pagar por algum comentário meu sobre futebol. Mesmo que esta seja a saída usada para defender o errado.

Sou riobranquense antes de ser político, já entrei em atrito com diretorias sempre que essas não honraram seus postos. Já fui ameaçado e respondi sempre com a latinha e com o teclado. Para mim não importa se presidente ou diretores são de esquerda, direita, centro... Eu vejo o Rio Branco acima disso. Sempre fui crítico e todos sabem disso.

Meneghel, Zacarias, Folha, Franzin, Pântano... Os critiquei quando achei que estava errada a conduta. Todos aceitaram as críticas, alguns não falam comigo até hoje, mas nunca deixei de falar o que pensava. “Zaca”, por exemplo, era amigo pessoal de frequentarmos as casas e hoje nem temos contato.

Todos esses souberam digerir críticas, pois foram em seus mandatos figuras públicas. Parabenizo quem se coloca como presidente de um clube, ainda mais no interior. Tem que ser corajoso, mas também precisa saber fazer, ou então abra mão.

Desafio alguém a encontrar em comentários meus ou dos leitores algo que fale de política ou partidos. Zero! Então isso me deixa de consciência tranquila, pois tenho cada vez mais convicção que a mistura política e futebol é sempre perigosa.

Não escrevo mais nesse meu blog há muito tempo, não tenho vontade. Não pelo time ridículo que foi montado e as trapalhadas nas contratações de técnicos e falta de pulso nas horas necessárias, mas pela forma como as coisas caminham. Muito dinheiro no ralo, pessoas erradas nos lugares certos. A fase era pra ser de elite, com finanças zeradas graças exclusivamente a venda da sede e apoio da cidade, que nada mais é do que obrigação. Mas não! Pessoas erradas em lugares certos... E não admitir o erro é o que incomoda mais, mostra verdadeiramente a face de quem o comete.

A motivação que tive para manter até hoje o blog é o querido Gabriel Oliveira. Uma grata revelação do jornalismo da região. Apenas 16 anos e muito futuro pela frente. Vai dar muito que falar.  Para ele, entreguei todo meu histórico até aqui, arquivos, imagens, fotos, almanaques. Posso dizer que hoje ele tem todos os jogos da era profissional do Tigre, além de retrospectos de todos os rivais que vocês possam imaginar. Ele vem se dedicando a isso desde o ano passado, estudando, pesquisando, organizando dados.

Espero muito que ele siga em frente seu trabalho de captação de dados históricos do clube e sempre estarei a sua disposição, bem como aguardo que um veículo possa absorver seu talento o quanto antes. Ao encerrar o blog fico mais chateado pelo Biel do que pelo blog em si, que hoje já não me motiva mais a escrever como antes. Por vezes, a opinião desse espaço foi do Biel, um jovem que hoje tem mais moral para falar de Tigre da Paulista que muitos aí.

Mas o Tigre é forte, tem diretores e presidente fortes, além de uma imprensa extremamente profissional e imparcial que dá ampla cobertura, sadia e democrática. Não será esse site que fará diferença na vida da torcida e do clube. Sigo com meu Twitter, me segue lá (@RogerWillians), pois não tenho Face.

Valeu, gente! Valeu Biel! Dá-lhe Tigre! Seja forte, Rio Branco e jamais deixe ser usado. Ande com suas próprias pernas, mesmo que bambas, mas nunca fique devedor de nada a ninguém, pois se alguém deve a você é Americana, que o tem como grande embaixador.